Thursday, September 19, 2013

ENJÔO ANTES DO EMBARQUE

Primeiro colocaram enormes outdoors dos cabeças de cartaz nos locais de maior visibilidade pública; depois vieram os outdoors das equipas de candidatos, em múltiplas versões, mais extensos, mais impositivos, e mais repulsivos para quem aqueles intermináveis desfiles de figurões nada dizem a quem tenha dois dedos de testa; agora, em tamanho menor, aparecem os candidatos menores, às juntas de freguesia.

Em meados de Julho, o candidato de uma das listas concorrentes à junta de freguesia enviou-me um folheto impresso em papel revestido e impresso a quatro cores, base "bordeaux", quem é que disse que este país está falido?, a foto do candidato a presidente e a lengalenga do costume. Disponibilizava e-mail e telemóvel para quaisquer esclarecimentos. Enviei-lhe e-mail solicitando cópia do último relatório e contas disponível. Não obtive qualquer resposta. Hoje colocou-me na caixa de correio outro folheto com as caras da sua vasta equipa de 44 candidatos. Ontem, tinha sido a vez de outro candidato a presidente colocar propaganda na caixa de correio. Com o triplo do tamanho do folheto do concorrente anterior, também em papel revestido, base verde alface, impõem-se, de um lado as fotos, em tamanho doze por doze, dos candidatos à presidência da câmara e da junta de freguesia, e um elenco de promessas, relativamente às quais o eventual futuro presidente da câmara poderá fazer alguma coisa e o presidente da junta virtualmente nada. No outro lado dos prospecto, as fotos de 125 candidatos, 37concorrentes a membros da junta! 22 a membros da câmara municipal!, 66 a membros da assembleia municipal! Metade desta gente toda concorre como suplente e a grande maioria em posições de elegibilidade improvável. Considerando que, após a fusão de algumas, o concelho passou a ter onze freguesias, o número de fotos de candidatos por este partido entregues nas caixas de correio do concelho deve exceder os 1200 figurantes! Se todos os partidos e movimentos de independentes procederem como estes, receberei cá em casa mais de 1300 fotos de gente que não conheço de lado nenhum.

O que se propõe fazer toda esta gente concorrente a lugares nas juntas e assembleias de freguesia, além, evidentemente, de embolsar alguma retribuição pelo exercícios dos cargos? Pouco mais que nada. O site da freguesia onde resido (e que vai unir-se a outras duas) refere como prestação de serviços mais relevantes a disponibilidade de um autocarro. Serão três autocarros, após a fusão, o que é, manifestamente, pouco se quiser rivalizar com, por exemplo, a freguesia de Pedroso que no domingo passado levou 1700 idosos a Fátima, mais o candidato à câmara Abreu Amorim, e almoço para todos.

Tanta sofreguidão, tanta demagogia, tanta ignorância, tanta pouca vergonha, enjoa.

---
Correl . - Limitação de mandatos: Autarcas arranjam esquema para fintar a lei

2 comments:

Antonio Cristovao said...

Mas o educativo e misterioso para mim é que a fé dos eleitores por estes inuteis não esmorece por mais bancarrota que eles tragam.Será que já está na hora de perdoarmos ao salazar a má governação que criou estes "democratas" de pacotilha?

rui fonseca said...

"Será que já está na hora..."

Não. Mil vezes não.
Vivi durante essa época tenebrosa durante a minha juventude.

Não há nenhum país desenvolvido que o seja por ter passado por uma ditadura.

A própria China, que está ainda muito longe de ser um país desenvolvido, será um dia uma democracia ou não subsistirá actual processo de crescimento.