Monday, December 16, 2013

O JOGO DA CABRA CEGA

É imparável. 
Com os mesmos ou com novos foliões, o jogo continua cada vez mais animado. Segundo o que hoje é relatado aqui, e a que o Ministério Público assiste, certamente divertido, há vários anos, 

o atual secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Agostinho Branquinho, assegurou promoção do Foral ao vencer concurso marcado por excepções e surpresas. Caderno de encargos foi violado por  Branquinho. Aguiar Branco esteve ligado à NTM durante anos.O Foral, que tinha sido criado com fundos europeus para promover a formação profissional dos funcionários das autarquias, era gerido por Miguel Relvas, então secretário de Estado da Administração Local de Durão Barroso. O grosso do negócio da formação financiado pelo Foral entre 2002 e 2004, tal como o PÚBLICO revelou no final do ano passado, foi parar às mãos da Tecnoforma, uma empresa que chegou a ter Passos Coelho como administrador e está a ser investigada pelo Ministério Público (DCIAP e DIAP de Coimbra) e pelo gabinete de luta antifraude da Comissão Europeia.

Com foliões destes no palco quem é que pode levar a sério a assistência? 

1 comment:

Antonio Cristovao said...

Bem dizia o meu avó: isto está tudo ligado; acrescento eu : jotinhas,holandinhos,espiritosantos e não santos
Votem neles votem!!