Wednesday, January 14, 2015

ECONOMIA E MORAL

"O que é a economia? Qual o seu alcance? Esta nova religião, como é por vezes rotulada, de onde veio? Quais são as suas possibilidades e as suas limitações e fronteiras, se é que existem? Por que estamos tão dependentes de um crescimento permanente do crescimento, e de um crescimento de crescimento do crescimento? De onde veio a ideia do progresso, e aonde é que ele nos conduz? Porque é que há tantos debates económicos acompanhados de obsessões e fanatismos? Estas questões ocorrem a qualquer pessoa que pense mas só muito raramente as respostas vêm dos economistas"  - Václav Havel - Prefácio a Economics of good and evil de Tomas Sedlacek

"A proibição (de  "O Velho Testamento") de não trabalhar ao sábado é uma mensagem de que o propósito da criação (produção) não tem um fim único ... a criação é um processo, não é um propósito. O objectivo último de qualquer criação não é mais outra criação mas a fruição do que foi criado. Dito em linguagem económica: o sentido da utilidade não está no crescimento permanente mas na fruição dos ganhos obtidos. Por que razão nos dizem constantemente como aumentar os ganhos e não como usufrui-los, como ter percepção deles? Esta dimensão desapareceu da economia de hoje. A economia não considera   qualquer objectivo de desfrute no meio do trabalho. Hoje, os mandamentos da economia resumem-se ao crescimento pelo crescimento, e se a tua empresa ou o teu país prospera, isso não significa que possas descansar mas que deves continuar a obter mais e melhores resultados" - Economics of good and evil - resumo de pg. 89.

1 comment:

Rafael Raphaff said...

Interessante, obrigado pela publicação. E o incentivo a conhecer esta obra.