Friday, December 25, 2015

FILHOS DE ABRAÃO

Não há, certamente, manifestação mais evidente da estupidez humana que matarem-se os homens uns aos outros em nome do mesmo Deus. O cartoon de Kal, que coloquei anteontem neste caderno de apontamentos, não podia ser mais acutilante do cúmulo dessa estupidez.

Num artigo do El País de ontemLa ola de violencia arruina la temporada de Navidad en Tierra Santa - o jornalista sintoniza a sua reportagem aos prejuízos causados à indústria turística por uma guerra milenária entre crentes fanáticos ou coercivamente fanatizados das religiões abraâmicas, monoteístas. 


Na foto, um palestiniano lança uma pedra com uma funda contra soldados israelitas enquanto três homens vestidos de São Nicolau deambulam em direcções opostas. Há dez anos que não se observava em Jerusalém uma onda de violência como esta que se exacerba há três meses entre judeus e muçulmanos . Mesmo no meio da luta fratricida, que nunca teve fim à vista entre os filhos de Abraão, passeiam-se impassíveis os negócios da estação festiva cristã. 

---
Correl . -

Cristo nació cinco años antes de Cristo, si realmente nació
Turkey´s vote against Christmas
La ola de violencia arruina la temporada de Navidad en Tierra Santa
Diez canciones para celebrar la Navidad más "sexy"

2 comments:

Antonio Cristovao said...

E o papa Francisco diz na prédica que na terra onde desce deus desaparece o odio e nasce a paz; deve ser uma alegoria acima da minha capacidade de entendimento.
Se tivessemos a falar da realidade diria que era uma anedota.

Rui Fonseca said...



A guerra mais que milenária entre os filhos de Abraão na terra onde Cristo nasceu não parece confirmar a bondade da afirmação do Papa Francisco.
Ou, a contrario senso, Jesus nasceu onde Deus nunca desceu ...