Monday, May 11, 2015

RAUL NAS MÃOS DE FRANCISCO

Por obra e graça de Obama,
 "Si el Papa sigue así volveré a rezar y regreso a la Iglesia.Y no lo digo en broma " - Raul Castro, presidente de Cuba.

"A reacção de Raúl Castro, depois de conhecer Francisco foi muito parecida com a de Barack Obama após a sua visita em Março de 2014. "O Papa desafia-nos, disse então o residente dos EUA, põe os nossos olhos perante o perigo de nos acostumarmos à desigualdade. E a sua autoridade moral faz com as suas palavras contem. É uma voz que o mundo deve escutar. A visita de Obama consagrou a liderança mundial de Jorge Mario Bergoglio, mas foi necessário esperar até 17 de Dezembro para descobrir até que ponto o primeiro Papa latino americano estava disposto a colocar a diplomacia do Vaticano ao serviço da paz e do diálogo. Naquela jornada histórica em que os presidentes dos EUA e Cuba se declararam dispostos a deixar para trás o conflito que dividiu a América durante meio século, um e outro dastacaram publicamente o trabalho  medianeiro de Francisco. Agora, a visita de Castro a Roma vem confirmar que o caminho da reconciliação, ainda que difícil, está aberto" - aqui
 
Se o Prémio Nobel da Paz foi atribuído prematuramente a Obama, também foi premonitório.

1 comment:

Antonio Cristovao said...

Conforme para o lado que queiramos ver; se olharmos para o medio oriente, mar da china ou Ucrania o quadro fica mais preto.